(11) 3644-6962
Cirurgias
Descolamento De Retina
Na cirurgia de deslocamento de retina existem vários processos de tratamento, tendo todos eles como denominador comum encontrar e proteger as rasgaduras e buracos na retina.

Todos os procedimentos cirúrgicos seguem os mesmos princípios gerais:
Identificar ruturas na retina; Proteger todas as ruturas retinianas; Aliviar o presente (e futuro) de tração vítreo-retiniana.

Os procedimentos cirúrgicos mais utilizados são:
-Foto coagulação a laser, criopexia (congelamento) ou foto coagulação a laser são usadas, ocasionalmente, com o propósito de barrar uma pequena área de descolamento de retina, rasgadura ou buraco para que o descolamento de retina não se dê ou não aumente.
-Indentação escleral, tratamento cirúrgico no qual o cirurgião coloca uma ou mais fitas de silicone na esclera. Estas fitas servem para empurrar a esclera para dentro contra a rasgadura ou buraco da retina, fechando, assim, a ruptura ou reduzindo o fluxo de fluido que passa através dele, reduzindo consequentemente o efeito de tração vítrea, permitindo desse modo a aplicação da retina.
-Retinopexia que é realizada sob anestesia local. É um método de tratamento de alguns descolamentos de retina, em que uma bolha de gás é injetada dentro do olho. A cabeça do doente é, em seguida, posicionada de modo que a bolha bloqueie o orifício da retina. Os doentes podem ter que manter a cabeça posicionada vários dias, para manter a bolha de gás em contato com a lesão retiniana. Este procedimento é, geralmente, acompanhado de foto coagulação laser. A retinopexia tem taxas de sucesso significativamente mais baixas em comparação com a cirurgia de fita de silicone e vitrectomia.
-Vitrectomia, é um tratamento cada vez mais utilizado em descolamentos de retina. A remoção do gel vítreo é, vulgarmente, combinado com enchimento do olho com uma bolha de gás (gás SF6 ou C3F8), BSS ou óleo de silicone. Uma das vantagens de usar o gás nesta operação prende-se com o fato de não haver indução de miopia e o gás ser absorvido após algumas semanas. O óleo de silicone pode ser usado em certas situações e é removido após um período de 2-8 meses, caso seja necessário. O óleo de silicone é, normalmente, mais utilizado em casos associados à proliferação vítreo-retinopatia (PVR). É a operação mais realizada para o tratamento de descolamento de retina sendo que 85% dos casos são tratados com sucesso apenas com uma cirurgia e os 15% restantes requerem duas ou mais operações. A recuperação visual demora algumas semanas, por vezes, a acuidade visual pode não ser tão boa como era antes do descolamento, particularmente, se a mácula estava envolvido na área do descolamento.

Os resultados são melhores se o descolamento da retina for reparado antes de ocorrer o descolamento da mácula. É, por isso, que é importante entrar em contato com urgência com o oftalmologista, se visualizar “moscas volantes” e / ou flashes de luz ou uma cortina escura no campo visual.
São fatores de risco de descolamento de retina: Envelhecimento, descolamento de retina aumenta nas pessoas com mais de 40 anos de idade; Histórico familiar de descolamento; Retinopatia diabética; Glaucoma; Alta miopia; Cirurgia ocular anterior, como cirurgia de catarata; Lesão ocular grave ou trauma; AIDS; Eclâmpsia; Homocistinúria; Hipertensão maligna; Retinoblastoma; Tabagismo ativo e passivo; Síndrome de Stickler; Doença de von Hippel-Lindau.

Os meios mais eficazes de prevenção e redução dos riscos são a educação e o aconselhamento das pessoas, no sentido de procurarem o oftalmologista logo que sintam alguns dos sintomas sugestivos de descolamento do vítreo posterior.


Agende seu Exame agora
Nosso Endereço
Av. Imperatriz Leopoldina, 957 - Cj. 503
CEP 05305-001
São Paulo

Telefone
(11) 3644-6962

Fique por dentro

Todas as informações contidas nesse site tem carácter informativo e educacional.
Nenhuma providência deverá ser tomada sem consultar o seu oftalmologista, pois somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.
www.industriadesite.com.br